Posts

Quanto vale o seu artesanato?

Alguém disse que suas peças estão caras? Calma! Isso não significa que você precisa baixar seus preços. “É importante ressaltar que artesanato oferece design, estilo, exclusividade e, em alguns casos, regionalidade. Pessoas que buscam uma peça com esses fatores não acharão seu preço alto. Quem achou caro, no mínimo, estava procurando apenas funcionalidade, que peças de loja de R$ 1,99 podem oferecer. Isso significa que suas peças não são para esse tipo de pessoa”, explica Reinaldo Messias, consultor do Sebrae.

 

Após entender o que cada consumidor procura, o consultor explica que é importante o artesão ter em mente os pontos fortes das peças que fabrica e argumentar com o cliente. Esses itens são: exclusividade, técnica e acabamento. Veja a descrição de cada um e aprenda a valorizar seu trabalho:

 

Exclusividade

“Mostre ao cliente que aquela é uma peça exclusiva que só ele terá. O preço que você delimitar será considerado justo por aqueles que têm bom gosto”, ensina Reinaldo.

 

Técnica

Quanto mais exclusiva for a técnica que você usa, mais exclusividade sua peça terá. “Valorize a origem da técnica que você usa no seu artesanato. Uma técnica que foi transmitida de geração em geração na sua família tem um valor inestimável. O mesmo vale para um trabalho que você aprendeu com um artesão que é a maior referência na área”, orienta.

 

Acabamento

“Mostrar que seu artesanato tem um acabamento perfeito também é um diferencial muito importante. Quando o cliente reconhece isso, dá o devido valor ao seu trabalho”, esclarece o consultor.

 

Crédito da foto: Thinkstockphotos

Comentários
Comentário(s)