Posts

Hila Tacon e a paixão pelo feltro

 

Hila Tacon é especializada na técnica do feltro, com foco em peças infantis e para gestantes. Trabalhou durante muito tempo na área administrativa e, até entrar no mundo do artesanato, há pouco mais de um ano e meio, seu contato com o ofício havia sido pequeno, porém, notável. Hila sempre teve facilidade e precisão no manuseio de materiais, desenhava em unhas e aprendeu a bordar ainda criança. Durante uma época, se arriscou a brincar na madeira MDF para um dinheiro extra, já que admite apreciar arte francesa. Pelo fato deste artesanato exigir muito investimento e pouco retorno do consumidor, Hila logo desistiu.

Quando abandonou seu último emprego no ramo administrativo, a artesã ateve-se a procurar algo que pudesse ocupá-la e gerar lucro enquanto estivesse em casa, já que a prioridade era cuidar da sua filha pequena e curti-la ao máximo. Viu nessa necessidade uma porta para o artesanato. Incentivada pela mãe e pelo marido, Hila pesquisou técnicas, se interessou pelo feltro e decidiu, então, tentar. Foi aí que se apaixonou, fazendo da arte o seu ofício, e vice-versa. A artesã conta sobre as adaptações ao mundo do artesanato, como, por exemplo, com a cola quente. “No começo, não conseguia lidar muito bem, e hoje o material é meu maior aliado para as peças, perfeito para a minha técnica.” Em 2012, montou o ateliê Coisinhas de Feltro e deu início ao seu negócio.

Hila sente-se muito feliz sendo artesã. “Sou bastante enérgica e agitada e, às vezes, quando estou estressada, logo penso: preciso trabalhar para me acalmar!”, confessa, ressaltando a importância do artesanato em sua vida. A maior emoção durante sua caminhada como artesã foi há cerca de cinco meses, quando recebeu encomenda de uma cliente no Mato Grosso para confeccionar enfeites de aniversário do seu filho de um ano. Fez as peças como bem sabe: caprichadíssimo e super-bem acabado. Nessa época, Hila passava por uma fase descrente no ofício, pensando até em procurar um emprego. “Foi quando entrei no Facebook e vi uma publicação desta cliente me parabenizando de forma comovente e ressaltando meu dom para o trabalho em feltro. Comecei a chorar muito e, naquele momento, me fortaleci.” Hila deu continuidade aos negócios e hoje se sente extremamente grata por sua profissão. A peça que mais gosta de fazer é a coruja, e confessa que hoje vê o mundo de outro jeito, com olhos criativos! Hila conta que a filha fica sempre ao lado quando está trabalhando, com olhinhos pidões para ganhar uma peça ou tentar ajudar a mãe. Será uma nova artesã?

Comentários
Comentário(s)